Monday, April 24, 2017

Opinião "Céus Negros" de Ignacio del Valle | Porto Editora


Olá queridos leitores!





Sinopse (wook)


Espanha, 1950. Num país que ainda procura recuperar dos traumas da guerra, Arturo Andrade é chamado a investigar o misterioso assassinato de uma criança em Pueblo Adentro, uma aldeia a poucos quilómetros de Badajoz, a sua cidade natal, e centro da resistência anarquista da Extremadura. 

Arturo cedo se dá conta de que este crime é apenas a ponta do icebergue de uma bem montada rede de tráfico infantil que fez desaparecer mais de 30 mil crianças. Um elemento fundamental deste sórdido esquema é o Auxílio Social, instituição encarregada de «reeducar» os filhos dos prisioneiros republicanos, derrotados na Guerra Civil. Por detrás, uma teia de interesses que envolve as mais altas esferas do regime. 

Com este notável romance, Ignacio del Valle põe a nu a grande mentira de uma certa Espanha franquista, que sob a enganosa aparência de fomentar o progresso do país leva a cabo uma série de crimes atrozes, muitos dos quais passaram incólumes pelo crivo da História.

Opinião:

A princípio esperava que este livro tivesse um fundo mais histórico. Quando lemos a sinopse, esta dá-nos a ideia que o autor vai-nos contar um pouco sobre a história de Espanha, mas isso não acontece. Ao folhear as páginas do livro tive a sensação de que preciso de saber muito mais sobre o assunto do que aquilo que é descrito...

Na verdade, este era para ser um policial. E até gostei da base da história, assente no assassinato de uma criança. Até às últimas páginas estava a gostar muito do livro e a apreciar as suas adversidades e contratempos. O protagonista é alguém com muita história de fundo e isso é algo muito cativante, mas há um momento do livro em que toda a tensão e suspense tem um fim abrupto. Passei de um interesse flamejante para um aborrecimento total. Como isso aconteceu? Não sei bem...

Se este era para ser um policial então não entendo porque é que só falam de crime muito esporadicamente... Fala-se e fala-se dos problemas dos homens que combateram na guerra, e como as suas capacidades mentais e físicas não sãos as mesmas... mas o suspense e o crime ficam postos de parte.
Isto foi o que menos gostei. Estava à espera que o ritmo fosse crescendo de intensidade...

Mais informações históricas e mais crimes é o que todos os leitores iriam desejar ao ler este livro. Tenho pena que algo se tenha quebrado no desenvolver da história. Se tal não tivesse acontecido, a minha classificação seria muito mais alta.

De qualquer forma, a escrita é fantástica... o melhor deste livro será isso e as passagens a itálico narradas por uma menina.


Este é um dos livros de uma série policial, mas não senti que houvesse qualquer relacionamento com os mesmos. Se alguém quiser ler este volume de forma independente, poderá fazê-lo.

A minha classificação: 3/5 estrelas.


Muito obrigada:


1 comment:

  1. Apesar de não ter um fundo tão histórico como era esperado, como dizes, fiquei interessada no livro. :)

    ReplyDelete