Wednesday, December 13, 2017

Opinião "O Prodídio" de Emma Donoughue

Olá queridos leitores!



Opinião (Maggie):

Quando este livro saiu à venda nas livrarias portuguesas eu sabia que o tinha de ler. Já tinha lido "O Quarto de Jack", da mesma autora, e ainda agora é um dos meus livros favoritos. Mas a verdade é que quando lemos um livro que gostamos mesmo ficamos sempre na esperança que o próximo livro que vamos ler do autor seja tão bom ou melhor. 
Deve ser de uma enorme pressão para um autor escrever um livro depois de ter tanto sucesso com o anterior. Por exemplo, todos nós conhecemos o "The Martian" de Andy Weir e esperamos que este livro que acabou de ser lançado ("Artemis"), seja tão bom como o anterior. 

Para  Emma Donoghue eu sabia que ela não me podia desiludir. A história de Jack tem um fundo muito sério e verdadeiro. E no "O Prodígio", conhecemos Anna, uma rapariga que afirmava estar a fazer greve de comer há mais de 3 meses. "Virgens-Jejuadoras" é o nome desta jovens raparigas, e também algumas mulheres, que afirmavam não precisar de comer para sobreviver. 
A história de Anna é muito tensa. Enquanto leitores, não fazemos ideia do que se está a passar para Anna conseguir sobreviver tanto tempo sem comer, mas temos como protagonista Lib, uma enfermeira que está ao cuidado desta menina. Ela faz tudo o que está ao seu alcance para perceber como poderá ajudar mas há algo superior que a impede de fazer o seu trabalho: As crenças do povo, mais especificamente, as crenças religiosas dos pais. 
É um tema um pouco complicado de perceber. Entre o século XVI e XX muita gente seguia a sua vida através das suas crenças, em deus e em outras identidades. Neste livro é referido muito o Deus católico, mas também as Changelings (criaturas que entravam nos corpos das crianças e viviam as suas vidas tentando integrar-se no mundo humano). 

Há um mês atrás passei horas e horas a ouvir  o podcast "Lore". É o melhor podcast que já ouvi, acreditem. E um dos episódios falava sobre as changelings. Deu-me uma visão muito mais aberta ao ler este livro. 

No início do livro tive imensa dificuldade em entender em que ano se passava a história, mas quando comecei a perceber onde a história nos estava a levar, comecei a situar-me um pouco melhor. 

Não é um livro com um passo rápido, mas adorei a história, principalmente porque adoro o tema e fiquei a conhecer mais sobre ele. 

Lib e Anna são personagens incríveis, muito bem construídas.... Donoghue é uma excelente escritora e vou continuar a ler os livros dela. 

Sei que esta é uma opinião muito longa, mas é um livro impressionante que dá muito que falar. 

Agradeço à Porto Editora o fantástico apoio que tem dado ao blogue,


Boas leituras!

Tuesday, December 12, 2017

Opinião: "Ouve a Canção do Vento" de Murakami

Olá queridos leitores!



Opinião (Maggie):

Antes de mais, gostava de referir que esta opinião apenas inclui a primeira parte do livro "Ouve a Canção do Vento". Era a parte do livro que queria ler. 
O autor refere "Pinball" como uma continuação da história. Vou escrever sobre ela mais tarde. 

Uma escrita muito simples, dinâmica, apaixonada... É a primeira vez que pego num livro de Murakami e fiquei completamente deslumbrada pela sua forma de escrita.

Numa pequena apresentação ao livro, Murakami descreve a sua linha de pensamento e o processo criativo ao escrever o livro. Gostava que todos os autores colocassem uma breve nota desse processo ou simplesmente partilharem com o leitor alguns planos e pensamentos que os levaram a escrever uma história. Acho esta partilha muito importante. Para além de ficarmos a conhecer o autor, permite-nos também compreender o que é estar do lado de quem escreve. 

Genericamente, penso que esta será o género de história que se funde um pouco com o quotidiano de muitas pessoas. 
Para mim, foi interessante seguir a história de um homem que, na verdade, pode ser qualquer um de nós. 
Os seus medos, ansiedades e constrangimentos são muito reais. Tão reais que ao ler, sentia-me um pouco estranha. Como a narrativa é contada na primeira pessoa, somos obrigados a seguir a história tão desconcertante do protagonista. Apesar de ser uma história triste e estranha, não consegui parar de ler e senti-me cativada do início ao fim. 

Recomendo! 

Agradeço à LeYa pela oportunidade,




Boas leituras!






  

Thursday, December 7, 2017

TBR: Dezembro


Olá queridos leitores!!




E que tal este plano de leitura? Bem recheado de coisas boas! eheh

E tu? Que livros vais ler em Dezembro?

Boas leituras!

Wednesday, December 6, 2017

Opinião: "As Nossas Almas na Noite" de Kent Haruf

Olá queridos leitores!




Opinião (Maggie):


Quando recebi este livro soube logo que ia gostar dele. Já tinha lido a sinopse, saiu um filme sobre ele e ainda por cima tem uma capa maravilhosa. 
Ficamos a conhecer Addie e Louis, duas pessoas de idade que criam uma amizade um pouco fora do normal. Na sociedade em que vivemos, a relação que eles constroem um com o outro é vista de uma forma muito pouco positiva, mas eles são adoráveis juntos e só mesmo o leitor consegue entrar nas suas vidas e admirar a amizade que eles criaram. 

Toda a gente da aldeia pensa que eles estão envolvidos num caso amoroso, quando na verdade estão a criar laços muito fortes de amizade. Ao longo do tempo em que estão juntos, algo mais forte começa a desenvolver-se, mas apenas nós, os leitores, sabemos que é nesse momento que eles começam a experienciar algo diferente. 

É um sentimento único observar estas duas pessoas como se fossemos invisíveis. Estamos tão envolvidos na sua história que damos por nós a querer fazer algo para que eles fiquem juntos e para que não se separem só porque os outros não concordam com o que se passa.

Estas duas pessoas são criticadas por estarem juntas só porque são idosas. São julgadas de uma forma que considero maldosa. Talvez por ciúme de quererem contruir algo assim para elas próprias. Sentia isso por vezes enquanto lia, mas pode não ser esse o objetivo do autor. 

Acho que este livro vai continuar a ser muito importante para mim. Fez-me olhar para idade e para o crescimento de uma forma diferente. Vai abrir os olhos a muita gente e fazer-vos sentir leves e despertos.

A escrita é linda... muito simples, leve de se ler e com muito sentido por detrás das suas palavras.

Recomendo muito!!

Agradeço imenso o apoio da editora e ficarei para sempre agradecida pela oportunidade de ler este livro:




Boas leituras! 


Thursday, November 30, 2017

Objetivo para 2018!

Olá queridos leitores!



Este ano está quase a acabar e fiquei com muitos livros para ler em atraso. Alguns deles já estão na minha estante há uns anos, outros, ou estão para chegar, ou acabei de os comprar. 

Até agora nunca consegui atingir os meus objetivos de leitura. É muito difícil... estão sempre novos livros a chegar e algumas leituras vão ficando para trás. 


Se leste algum destes livros ou estás a pensar ler, diz-me a tua opinião! Pode ser que me convenças a pegar nele mais rápido.

Boas leituras!